Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opiniões
Rafael Savimbi defende uma "nova Angola" assente nos Direitos Humanos
O filho do falecido Jonas Savimbi defende que Angola se deve basear numa democracia efetiva. Rafael Savimbi integra uma delegação que visita Portugal e Espanha, chefiada por Raúl Danda, que procura apoios para a UNITA.
********************
Diplomacia, negociações e acordos firmados para a Paz e Estabilidade regional - Adalberto Costa Júnior
Se alguma vez uma das grandes batalhas levadas a cabo pelo regime de Luanda, tivesse tido algum sucesso, o curso da história teria sido absolutamente diferente. Se tivesse ocorrido alguma vitória das forças russo cubanas em apoio as Fapla, no Cuito Kuanavale, com a sua versão do Tumpu, nunca teríamos conseguido chegar até aqui e imposto reformas, que ainda hoje o regime teima em nao respeitar. Em nome da verdade histórica e de uma logica sequência do impasse no terreno militar, onde nem as FAPLA atingiram a Jamba, nem as FALA tomaram Luanda, a geopolítica tratou de absorver o resultado desta realidade.
********************
Jornal de Angola veicula intolerância absoluta e insulto à oposição politica - Por Lourenço Bento
Ao invés do baixo papel a que se tem votado, o Jornal de Angola devia ser mais patriota, dedicando-se ao tratamento de questões que preocupam os cidadãos angolanos hoje. A guerra já passou. Como resolver agora os problemas resultantes do desemprego galopante, da criminalidade que grassa nos bairros da cidade capital e da corrupção que corrói a moral social dos cidadãos? Por que não fala o Jornal de Angola do sofrimento dos pobres que fazem a maioria do Povo Angolano perante a riqueza sem origem clara dos novos ricos de Angola todos afectos ao poder politico ou próximo a ele? Aonde trabalhavam e quanto ganhavam para terem a riqueza que exibem nos dias de hoje? Não prestaria, assim, melhor serviço à cidadania?
********************
O Perigo de uma única história - Por Maurilio Luiele
No caso concreto da polêmica batalha do Kuito Kuanavale, a diversidade de forças envolvidas, a sofisticação dos meios utilizados e, sobretudo, os desdobramentos posteriores, atestam bem a complexidade da situação que a determinou. É pois, perfeitamente natural que os diferentes actores tenham dela visões diferentes, construídas a partir do ângulo do qual observaram o fenômeno, dos interesses investidos e das experiências vivenciadas.
********************
Entrevistas
"A geração que esteve envolvida no conflito ainda não se despiu de alguns preconceitos" - Lukamba Gato
O passado é coisa que o general e deputado Lukamba Gato, 59 anos, já não quer abordar com frequência. Prefere deixar isso para os historiadores, apesar de não conseguir esquecer o percurso que o levou a dirigir a UNITA nos momentos derradeiros do conflito armado...
********************
"Angola tem um Governo praticamente tomado e gerido por ladrões," dispara Rafael Marques
"Os diamantes angolanos estão a beneficiar diretamente a família presidencial e não os cofres do Estado," denuncia o ativista angolano Rafael Marques. Falou à DW África sobre a sua luta conta a corrupção em Angola.
********************
Mfuka Muzemba suspenso por 24 meses das funções de secretário da JURA e da Direcção da UNITA
A decisão saiu da reunião Extraordinária do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, realizada esta sexta-feira 6 de Setembro de 2013, em Luanda e foi tomada sob proposta do Conselho Nacional de Jurisdição, que apresentou o seu relatório sobre o caso Mfuka Muzemba ao órgão de direcção.
********************
Mais um jornalista é levado a tribunal em Angola
O jornalista e ativista angolano Domingos da Cruz vai sentar-se no banco dos réus, esta sexta-feira (06.09), após sucessivos adiamentos. É acusado pela Procuradoria-Geral da República de incitamento à guerra e violência.
********************
Clique aqui -->
CONTRIBUIÇÕES  E  DOAÇÕES
***

Angola é um País independente constituído em Estado de Direito e Democrático, mas os Angolanos continuam escravos de um regime político que faz das potencialidades económicas do País a base de sustentação da sua sobrevivência, vedando as possibilidades de acesso a todos os meios do Estado permitidos por lei para o exercício da oposição.

Esta atitude nefasta do regime pode pôr em causa a democracia e o retorno do País ao estado partidarizado.

A luta pela sobrevivência da liberdade e da democracia em Angola é um dever de cidadania no qual todo o Angolano patriota deve se rever e participar.

Os Estatutos da UNITA abrem assim a possibilidade de todos participarem deste exercício de cidadania, através de contribuições e doações. Estas contribuições e doações estão abertas a fundações, empresas, associações e a pessoas em nome individual que podem fazê-las chegar
ao Partido pelos seguintes meios:

1- Núcleos de Base
2- Comités Locais, Comunais, Municipais ou Provinciais do Partido;
3- Secretariado Nacional de Gestão de Quotas do Partido;
4- Cobradores individuais devidamente credenciados para o efeito;
5- Depósito bancário numa das seguintes Contas de Quotas do Partido:


BFA
1284094630001-KZ 1284094631001-USD - UNITA PARTIDO POLITICO

BCI
6019530/10/001-KZ 6019530/15/001-USD - UNITA-UNIÃO NACIONAL
PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA

BPC
0001-339825-011-KZ 0001-339825-005-USD - UNITA QUOTAS

Informações adicionais:

Telefones: 923519913 - Secretária Nacional de Gestão de Quotas
923404174 - Director Nacional de Gestão de Quotas
Emails: sofiapkm@gmail.com
kassapi@hotmail.com

Endereço:
Secretariado Nacional de Gestão de Quotas / Secretariado Geral do Partido
Bairro São Paulo - Rua Comandante Bula 71-73

A UNITA agradece desde já.

VAMOS CONSTRUIR PARA UMA ANGOLA PARA TODOS JUNTOS PODEMOS MUDAR

O SECRETARIADO NACIONAL DE GESTÃO DE QUOTAS
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 31 de Julho de 2014