Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opini√Ķes
O 11 de Novembro, os Angolanos e a sua Reconciliação Nacional - Virgílio Samakuva
Triste √© constatar que as discrep√Ęncias entre angolanos acirraram-se muito mais durante os 39 anos da suposta independ√™ncia do que nos cinco s√©culos da coloniza√ß√£o . No tempo da coloniza√ß√£o, pens√°vamos todos como angolanos, pens√°vamos como donos de uma mesma terra, ocupada por uns conquistadores, pens√°vamos s√≥ como um povo debaixo do mesmo opressor. Havia um sentimento de mais unidade, muita solidariedade entre os angolanos e em particular entre os aut√≥ctones.
********************
Jose Eduardo dos Santos vive sob os efeitos colaterais adversos.
O recuo do ditador Jose Eduardo dos Santos, em relação a promoção a generais delinquentes, que se encarregaram de ultimar as vidas de Alves Kamulingue/Isaias Kassule, sob ordens do déspota de Angola, tal recuo forçado do chefe do Clã do problema, só está sendo uma realidade, como consequência da confirmação de que o chefe do Clã dos Santos está de facto a ficar louco.
********************
A grande quest√£o da sucess√£o do JES! - Por Carlos Kandanda
Nos √ļltimos tempos, na sociedade angolana, tem-se verificado a subida do tom sobre a reconcilia√ß√£o nacional, sob o pano de fundo da magnanimidade do Jos√© Eduardo dos Santos, Presidente do MPLA e titular do Poder Executivo.
********************
Inauguração do Porto Seco do Lobito: uma inquietação nobre, mas ingénua
O que se segue tem a ver com a pompa e circunst√Ęncia com que a partir do bairro da Luz foi feita a recente inaugura√ß√£o do Porto Seco do Lobito, na prov√≠ncia de Benguela, pelo Presidente da Rep√ļblica, senhor Eng.¬ļ Jos√© Eduardo dos Santos, por√©m, infelizmente sobretudo tudo leva a crer que Sua Exa., fez essa inaugura√ß√£o na sua qualidade de presidente do MPLA
********************
Entrevistas
"A geração que esteve envolvida no conflito ainda não se despiu de alguns preconceitos" - Lukamba Gato
O passado é coisa que o general e deputado Lukamba Gato, 59 anos, já não quer abordar com frequência. Prefere deixar isso para os historiadores, apesar de não conseguir esquecer o percurso que o levou a dirigir a UNITA nos momentos derradeiros do conflito armado...
********************
"Angola tem um Governo praticamente tomado e gerido por ladr√Ķes," dispara Rafael Marques
"Os diamantes angolanos est√£o a beneficiar diretamente a fam√≠lia presidencial e n√£o os cofres do Estado," denuncia o ativista angolano Rafael Marques. Falou √† DW √Āfrica sobre a sua luta conta a corrup√ß√£o em Angola.
********************
Mfuka Muzemba suspenso por 24 meses das fun√ß√Ķes de secret√°rio da JURA e da Direc√ß√£o da UNITA
A decisão saiu da reunião Extraordinária do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, realizada esta sexta-feira 6 de Setembro de 2013, em Luanda e foi tomada sob proposta do Conselho Nacional de Jurisdição, que apresentou o seu relatório sobre o caso Mfuka Muzemba ao órgão de direcção.
********************
Mais um jornalista é levado a tribunal em Angola
O jornalista e ativista angolano Domingos da Cruz vai sentar-se no banco dos r√©us, esta sexta-feira (06.09), ap√≥s sucessivos adiamentos. √Č acusado pela Procuradoria-Geral da Rep√ļblica de incitamento √† guerra e viol√™ncia.
********************
Clique aqui -->
CONTRIBUIÇÕES  E  DOAÇÕES
***

Angola é um País independente constituído em Estado de Direito e Democrático, mas os Angolanos continuam escravos de um regime político que faz das potencialidades económicas do País a base de sustentação da sua sobrevivência, vedando as possibilidades de acesso a todos os meios do Estado permitidos por lei para o exercício da oposição.

Esta atitude nefasta do regime pode pôr em causa a democracia e o retorno do País ao estado partidarizado.

A luta pela sobrevivência da liberdade e da democracia em Angola é um dever de cidadania no qual todo o Angolano patriota deve se rever e participar.

Os Estatutos da UNITA abrem assim a possibilidade de todos participarem deste exercício de cidadania, através de contribuições e doações. Estas contribuições e doações estão abertas a fundações, empresas, associações e a pessoas em nome individual que podem fazê-las chegar
ao Partido pelos seguintes meios:

1- Núcleos de Base
2- Comités Locais, Comunais, Municipais ou Provinciais do Partido;
3- Secretariado Nacional de Gestão de Quotas do Partido;
4- Cobradores individuais devidamente credenciados para o efeito;
5- Depósito bancário numa das seguintes Contas de Quotas do Partido:


BFA
1284094630001-KZ 1284094631001-USD - UNITA PARTIDO POLITICO

BCI
6019530/10/001-KZ 6019530/15/001-USD - UNITA-UNIÃO NACIONAL
PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA

BPC
0001-339825-011-KZ 0001-339825-005-USD - UNITA QUOTAS

Informações adicionais:

Telefones: 923519913 - Secretária Nacional de Gestão de Quotas
923404174 - Director Nacional de Gestão de Quotas
Emails: sofiapkm@gmail.com
kassapi@hotmail.com

Endereço:
Secretariado Nacional de Gestão de Quotas / Secretariado Geral do Partido
Bairro São Paulo - Rua Comandante Bula 71-73

A UNITA agradece desde já.

VAMOS CONSTRUIR PARA UMA ANGOLA PARA TODOS JUNTOS PODEMOS MUDAR

O SECRETARIADO NACIONAL DE GESTÃO DE QUOTAS
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014