UNITAANGOLA
Acordos Comunicados Discursos Estatutos Manifesto Memorando Regulamento
Presidente Isaías Samakuva denuncia estratégia subversiva na preparação das autarquias locais em Angola
Assim como em 1975 Angola proclamou a independência sobre a totalidade dos municípios ao mesmo tempo, assim também, em 2020, Angola deve estabelecer as autarquias em todos os municípios ao mesmo tempo.
16/05/2018
Governador de Malanje reconhece papel das Escolas Católicas
O governador de Malanje, Norberto dos Santos Kwata Kanawa, em declarações esta terça-feira, 15 de Maio, à voz da América reconheceu o papel das escolas católicas no passado e no presente, no ensino das populações.

“Falar das escolas católicas é remeter-nos ao tempo em que nos bairros, nas aldeias, o famoso catequista encarregava-se não só de ensinar a palavra de Deus”, precisou o governante.

O governante que falava no fim da 15ª Assembleia Nacional das Escolas Católicas em Angola, realizada em Malanje disse que o governo não tem capacidade de poder estar em todo o lado, por isso considera que as escolas católicas tornam-se num grande parceiro do governo.

“O governo não tem capacidade de poder estar em todo o lado, mas se nós tivermos as escolas católicas, elas próprias tornam-se num grande parceiro do governo, não só, mas tornam-se no modelo que as populações acompanham em relação ao professor da escola católicas, ou um outro professor”.
Ler mais
Em destaque
Suíça é o País que mais dinheiro ilícito angolano esconde no estrangeiro Mitigar fome dos Escravos mostrando a cesta básica
15/05/2018
08/05/2018
O Presidente da Associação Cívica “Mãos-Livres”, Salvador Freire, critica a falta de envolvimento da sociedade civil na discussão sobre as propostas de Leis de repatriamento de capitais. O Governo angolano vai investir 24.000 milhões de kwanzas (87,6 milhões de euros) na Reserva Estratégica Alimentar do Estado, aprovada na segunda-feira pelo Conselho de Ministros para garantir o abastecimento de alguns alimentos essenciais durante determinados períodos.
Angolana detida em São Paulo por suspeita de tráfico de droga BPC com buraco de 5.000 milhões de dólares
Uma jovem angolana, de 24 anos, foi detida na quinta-feira, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na cidade brasileira de São Paulo, quando presumivelmente tentava embarcar para Luanda com 45 quilos de cocaína, encontrados em três malas. O BPC, o maior banco angolano, totalmente detido pelo Estado, fechou 2017 com um buraco de 5.200 milhões de dólares (4.300 milhões de euros), essencialmente devido ao crédito malparado, o segundo pior registo da história da banca em Angola.
Walter Ferreira: "Precisamos de nos despir da militância partidária"
Carta de protesto à TPA - Jovens organizados do Bengo
O Conselho Nacional da Juventude tem legalidade mas não tem qualquer legitimidade pelo que deve ser dissolvido, defendeu no “Angola Fala Só”, da VOA, nesta sexta-feira, 18, o coordenador da Plataforma Juvenil pela Cidadania, Walter Ferreira.  O lema da TPA, “Somos Todos Nós”, faria todo o sentido, por ser aquela que é paga com os recursos de todos angolanos, não fosse o seu carácter parcial. Aliás, a prática tem revelado que a TPA ainda está muito longe de ser a televisão de todos os angolanos, onde todas as sensibilidades teriam o seu espaço.
Trabalhadores da Empresa de Pontes Há mais de 4 anos sem Salário IMAG necessita de 30 Professores para aulas no período nocturno
Mateus Muaza, Secretário da Comissão Sindical da Empresa Nacional de Pontes, revelou esta sexta-feira, 11 de Maio de 2018, a Voz da América, que a situação dos trabalhadores, a caminho de 55 cinco meses sem salário é gravíssima. O Instituto Médio de Administração e Gestão (IMAG) de Mbanza Kongo, província do Zaire, precisa de 30 novos professores para a abertura de aulas no período nocturno, informou ontem, terça-feira, o director daquela instituição escolar, Afonso Kalufuilawoko.
Eco do Partido Campo do militante
Líder da UNITA garante fim da discriminação no GIP Batalha do Kuito Kuanavale: O Estratega e a Estratégia que ninguém apaga – Kamalata Numa
O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, trabalhou esta quarta-feira 26 de Julho de 2017, na capital do Bengo, Caxito, tendo discursado para as populações locais. Com a invasão das tropas cubanas em primeiro lugar e posteriormente das forças do Exército sul africano a Angola, aniquilava-se o Acordo de Alvor assinado por Portugal e pelos Movimentos de Libertação de então (a FNLA, o MPLA e a UNITA).
Intolerância
Palavra do Presidente
Presidente Samakuva enaltece heroísmo da mulher angolana
A LIMA encerrou este sábado a quadra festiva alusiva ao seu 42º aniversário, em cerimónia realizada no Complexo Sovsmo, em Viana, na presença de várias individualidades e membros do Partido.

Convidado a proferir o discurso de encerramento da quadra comemorativa, o Presidente da UNITA, Isaías Samakuva começou por agradecer o convite, o programa em si e a presença de várias mulheres que se destacaram na luta de libertação como participes activas.

Depois de fazer referência às lutas das mulheres no mundo pela sua emancipação, o líder da UNITA enalteceu o papel que a mulher enquadrada na LIMA tem desempenhado para merecer um lugar ao sol.

Olhando para a realidade social e económica das populações angolanas, em especial das mulheres, Isaías Samakuva disse acreditar haver maior vontade de se inverter o quadro, tendo convidado os membros do Partido e da LIMA em particular a ir ao encontros das pessoas que sofrem e convencê-las a integrarem o movimento para a mudança.

“Os angolanos podem ter uma vida melhor”, disse o mais alto dirigente da UNITA, para quem é preciso travar batalhas para se conquistar o que se deseja.
Ler mais
grupo parlamentar - actividade
UNITA diz que Lei de repatriamento de capitais vai perpetuar corrupção e roubalheira
As principais forças políticas no Parlamento angolano continuaram a divergir na votação final global da lei de repatriamento de capitais proposta pelo Executivo.

Tal como se verificou nas discussões na especialidade, a lei foi votada com 133 votos do MPLA, uma abstenção da FNLA e 65 contra da UNITA, CASA-CE e PRS.

“Votamos contra porque aquela lei é claramente contra o desenvolvimento económico do país, vai continuar a beneficiar um pequeno grupo de angolanos que se enriqueceram ilicitamente, atrapalhar a concorrência de mercado e perpetuar a corrupção e roubalheira do erário público”, justificou a Deputada Albertina Navemba Ngolo do Grupo Parlamentar da UNITA.

A parlamentar que lamenta o facto de não ter havido qualquer conciliação entre as propostas do Executivo e da UNITA, diz esperar que as preocupações manifestadas pela UNITA quanto à salvaguarda dos interesses gerais de Angola e dos angolanos tenham respaldo na nova lei ora aprovada, na lei da probidade administrativa e no código penal.
Ler mais
L.i.m.a - actividades
Kwanza Sul: Sector feminino preocupado com fenómeno da tala, violação sexual e indecência.
É um feitiço colocado em zonas de grande transitabilidade e, é feito com um determinado pó e folhas secas que são armadilhadas por onde o fluxo de pessoas é maior. Basta alguém pisar no cordão feito pelo malfeitor e… zás. Só gritos.

Quem acciona a Tala não pode ser tratado no hospital porque, tão logo lhe é ministrado uma injecção ou qualquer medicamento, dez minutos depois a pessoa morre. Ela só é curada tradicionalmente.

Por este facto, a directora provincial da Acção Social, Família e Promoção da Mulher do Kwanza-Sul aproveitou a ocasião em que todos sobas da província estiveram reunidos para mostrar sua inquietação e pedir que as autoridades tradicionais façam alguma coisa.

Conceição Neto não precisou número de vítimas por Tala mas, disse que diariamente morre muita gente com este fenómeno feiticista:

“Tem a ver com o fenómeno da feitiçaria específicamente do fenómeno da Tala. Morre muita gente de tala então, queriamos aqui perguntar aos nossos papás, as nossas mamãs, o quê que podemos fazer para acabar com este fenómeno. Quando é doença, sabemos que sim morreu de paludismo, tuberculose e agora, o quê que vamos fazer! E diariamente as famílias são assoladas com este fenómeno da tala. Papás, acudam as famílias. Vocês é que são as autoridades tradicionais. Vocês é que têm esta competência de velar por isso”.

Outro fenómeno que inquieta o sector feminino na província tem a ver segundo São Neto, com casos de violação sexual a menores e incesto que para a responsável da família tem também a ver com a indecência de muitas mulheres sobretudo adolescentes:

“Outro fenómeno também é da violação de menores. Estão a violar muito, muito mas muito. Agora são casos e casos que estamos sempre a receber e os casos as vezes não são denunciados. Os pais a violarem as suas filhas, entre irmãos, os tios e não se consegue denunciar, as mulheres não cconseguem denunciar porque têm receio de como é que vão sustentar a família se o marido, se o dono da casa fôr para cadeia. O quê que vamos fazer! Que medidas vocês nos podem auxiliar para fazer com que as famílias estejam a viver mais em harmonia. Os filhos estão a ficar transtornados, o vestuário das meninas que também pode ser uma incitação para a violação sexual. O quê que nós vamos fazer! Todos vamos dar as mãos para combater esta grande enfermidade, isto é uma pandemia social. As mães estão aflitas, diariamente recebemos estas queixas, estas preocupações”.



A soba Madalena Chilombo apesar de representar a autoridade máxima nas comunidades, também é mãe e disse ter ganho do encontro, métodos que a poderão ajudar a disciplinar seus filhos e adultos no que tange aos maus vícios e desencorajar aqueles que acusam crianças de feiticeiras:

“E com esta experiência, a retirada dos maus vícios. Os nossos filhos mal vestem na rua. A invenção de feitiçaria nas crianças de menor idade”.



Ainda não há números exactos mas, no Kwanza-Sul já foram notificados ano passado mais de quinhentos casos de violação sexual a menores e mais de cem de acusações de feitiçaria a menores de idade.
Ler mais
Vídeos
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Segunda-feira, 21 de Maio de 2018